Cuidados para a sua Viagem não virar um pesadelo

As férias de final de ano se aproximam e os planos de viajar vão ganhando forma. Definir destino e o momento para viajar, além do tempo que se planeja aproveitar em viagem são, normalmente, a prioridade da lista. A tendência é aproveitar estes momentos; afinal, parte importante da viagem é viver toda a emoção da expectativa.

Alguns cuidados maiores precisam ser pensados e consequentemente planejados na hora de definir todo o seu roteiro. O destino escolhido pode impactar todo o planejamento, por isso muitas coisas precisam ser levadas em conta: Documentos Necessários, Vistos, vacinas, Seguro viagem, outros custos adicionais (passeios, transporte etc.)

Por isso, analise bem o roteiro sob um ponto de vista mais abrangente: Países como Austrália, Canadá, China, Cuba, Egito, Estados Unidos, Japão, entre outros, exigem visto de entrada. Por isso, planeje sua viagem com a antecedência necessária para obtê-lo (Pelo menos 60 dias) e inclua estes custos em sua planilha.

Alguns países que não exigem visto para brasileiros, desde que a permanência não passes de 90 dias, por exemplo Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, França, Holanda, Itália, México, entre outros. Nestes casos, viagens de férias ou para visitar alguns parentes podem ser feitas sem problemas até este prazo. Inglaterra e Colômbia permitem até 180 dias.

Muita atenção com voos de conexão. Caso tenha que desembarcar em um país que exija visto, mesmo que apenas para trocar de aeronave, é necessário o visto daquele país. Um custo que pode representar economia na passagem, mas custos adicionais em documentação – Preste atenção!

Outro ponto importante são as vacinas. Muitos países exigem vacinas atualizadas e certificadas para entrada no país. Colômbia e Singapura por exemplo, estão entre eles. Você precisará levar o seu CIVP – Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia. Consulte o site da Anvisa antes de planejar seu destino: www.anvisa.gov.br/viajante

Outro ponto fundamental é um bom cálculo dos possíveis gastos em sua viagem. Some todos os custos fixos já identificados (considerando a quantidade de pessoas) – Como passagens, hotel e passeios – este será seu ponto mínimo. Lembre de contar com exatidão as refeições que serão consumidas e custos médios nas regiões que pretende visitar – lembre de confirmar que seu hotel oferece café da manhã.

Transporte é fundamental da mesma forma, procure definir bem o melhor modal – Taxi, Ônibus Trem, etc. Em alguns casos compre com antecedência e assim evite surpresas.

Além de tudo isso, leve um adicional para gastos extras, em média 15% do total somado como “essencial” à viagem. Para um souvenir, um passeio ou descoberta de última hora.

Isto posto, defina bem como você pretende pagar por tudo isso. O cartão de crédito pode levar você a gastar um valor superior, considere impostos e a flutuação da moeda, algo que pode representar um risco. O mais recomendável para as despesas correntes é o dinheiro em espécie (papel moeda), que pode ser comprado aos poucos, diluindo a cotação a um ponto médio razoável e te dá maior flexibilidade com taxas mais favoráveis – Pense nesta modalidade para compras de até 3 mil dólares pelo menos.

Valores mais substanciais podem ser complementados pelo cartão pré-pago, que pode ser carregado e possui uma incidência de IOF de 6,38%, mas não sofre com flutuação da moeda como no cartão de crédito, você controla como e quando carregá-lo – algo que pode ser feito do exterior.

E não esqueça do seguro-viagem. Fundamental para sua tranquilidade.

A Câmbio OnLine  possui as três opções para ajudar você a garantir que sua viajem seja inesquecível. Conheça nossos produtos em www.cambioonline.com.br e vá viajar!

O mundo é nosso!